Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2014

Músicas Italianas

Arquitetura: Mesquita de Nasir Al-Mulk

Localizada em Shiraz no Irã, a Mesquita de Nasir Al-Mulk é linda e cheia de detalhes, confira algumas fotos:











Natação Feminina

Homenagem as mulheres da natação!




Moda: Crochê

Lindos looks, inspire-se! 






Meu Jeito

E agora o fim está próximo Então eu encaro a cortina final Meu amigo, Eu vou falar claro Eu irei expor meu caso do qual tenho certeza
Eu vivi uma vida por inteiro Eu viajei por cada e em todas as estradas Oh, mais, muito mais que isso Eu fiz do meu jeito
Arrependimentos, eu tive alguns Mas então, tão poucos para mencionar Eu fiz, o que eu tinha que fazer E eu vi tudo, sem exceção
Eu planejei cada caminho do mapa Cada passo, ao longo da estrada Oh, mais, muito mais que isso Eu fiz do meu jeito
Sim Teve horas Eu tenho certeza de que você sabe Quando eu mordi mais que eu podia mastigar
Mas, entretanto, quando havia dúvidas Eu engoli e cuspi fora Eu encarei tudo isso e continuei altivo E fiz do meu jeito
Eu amei, eu sorri e chorei Tive minhas falhas, minha parte de derrotas E agora como as lágrimas descem Eu acho tudo tão divertido
De pensar que eu fiz tudo E talvez eu diga, não de uma maneira tímida Oh não, não eu Eu fiz do meu jeito
E o que é um homem, senão o que ele tem Se não ele mesmo, então ele não tem nada Para di…

Sua vida é uma oportunidade, aproveite-a!

Você já assistiu o filme "A Loja Mágica de Brinquedos"? É lindo! Você pode até achar que é um filme para crianças mas tem vários trechos que fazem adultos repensarem suas vidas, confira:






Sr. Magorium – Quando o Rei Lear morre no ato 5, sabe o que Shakespeare escreveu? Ele escreveu “Ele morre”.  Só isso. Nada mais. Sem fanfarras, sem metáforas, sem palavras finais brilhantes. O ponto culminante da mais influente obra da literatura dramática é “Ele morre”. Foi preciso Shakespeare, um gênio, para escrever “ele morre”.  E sempre que leio essas palavras, sou tomado por um desassossego.  Sei que é natural ficar triste. Mas não pelas palavras “ele morre”, mas pela vida que vimos antes dessas palavras.
Eu vivi todos os meus cinco atos, Mahoney. E não peço para que fique feliz com minha partida. Só peço que vire a página, continue lendo e deixe que a próxima história comece. E, se algum dia alguém perguntar por mim, conte minha vida com todo o esplendor e termine com um simples e modes…